quarta-feira, 26 de maio de 2010

Aprendendo a lidar com a ira

“Irai-vos, e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira. Não deis lugar ao diabo.”(Efésios 4:26,27)

Segundo o dicionário, a palavra Ira pode ser definida como:

Cólera; raiva, indignação; fúria

Nos dias de hoje tornou-se muito comum palavras como estresse, tensão, raiva, fazerem parte de nossas vidas.
A modernização trouxe muitos benefícios para a vida das pessoas, porém trouxe algumas coisas ruins também.

A correria do dia-a-dia, trânsito, serviço, e principalmente o relacionamento com o próximo são fatores que contribuem para o aumento do estresse nas pessoas.

Gostaria de falar sobre o convívio com o próximo.Não é fácil conviver com pessoas, todos nós temos falhas e defeitos.

Vivemos em dias em que muitos preocupam-se somente com seu próprio benefício e não se importam com o outro.

Ofendem, ferem, machucam as pessoas
“sem dó nem piedade”, como se diz popularmente.Nós Cristãos, somos o sal da terra e a luz do mundo (Mateus 5:13 e 14), temos sempre que reagir de maneira diferente às essas abordagens negativas que constantemente sofremos do nosso próximo.

A raiva ou ira, nos é acendida quando alguém nos faz algo que nos desagrada, e nesses momentos temos que aprender a controlar esse sentimento que naturalmente surge dentro de nós.
É normal sentirmos raiva quando alguém nos ofende.Somos seres humanos, a diferença está em como vamos lidar com esse sentimento.

A palavra de Deus sempre é a chave e a solução para todos os nossos questionamentos. Ela sempre nos mostra a vontade de Deus para nossas vidas e nos instrui a andar segundo o Seu querer.

Podemos extrair 3 ensinamentos do texto de
Efésios 4:26,27:

1.
NÓS PODEMOS SENTIR RAIVA, PORÉM NÃO DEVEMOS PECAR (27)

“Irai-vos e não pequeis.”

Como foi dito anteriormente, podemos sim sentir raiva, afinal somos seres humanos.Quando somos contrariados em algumas situações, é natural termos esse sentimento.

O que faz a diferença é como vamos lidar com essa ira.

A CONSEQÜÊNCIA DA NOSSA IRA PODE SER OU NÃO PECADO...ISSO DEPENDE ÚNICA E EXCLUSIVAMENTE DE NÓS.

A ira pode ser pecado quando:

Brigamos – Quando nos desentendemos com alguém e essa pessoa nos fala algo que nos desagrada, em muitos casos, a tendência é ser gerada uma discussão, um desentendimento.
Todos exaltados, falando alto, querendo ter razão.Não deve ser assim.Como salvos, lavados pelo sangue de Jesus, novas Criaturas que somos, temos que aprender a controlar nossa vontade de brigar.
E é no momento da contradição que devemos invocar o nome do Senhor pedindo que nos ajude a controlar a raiva, nos dê serenidade e até mesmo que cale nossa boca para que não falemos palavras que desagradem e entristeçam o Espírito Santo de Deus que habita em nós.

“Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que for boa para promover a edificação, para que dê graças aos que as ouvem.”(Efésios 4:29)

Há um provérbio chinês que diz: “
Há três coisas na vida que nunca voltam atrás: a flecha lançada, a palavra pronunciada e a oportunidade perdida.”
Temos que tomar muito cuidado com o que falamos na hora da raiva.Muitas vezes saem palavras que na verdade não gostaríamos de falar, assim, acabamos magoando, alguém que amamos, ou até mesmo provocando mais raiva na pessoa.

“Sejam agradáveis as palavras da minha boca e a meditação do meu coração perante a Tua face, Senhor, Rocha minha e Libertador meu!"(Salmo 19:12-14)

Vejam o que Davi pediu:que as palavras que saíssem da boca dele fossem agradáveis a Deus.
Assim também devemos pedir ao Senhor, que na hora da raiva nossas palavras sejam agradáveis a Ele ou até mesmo que nos calemos se necessário para não pecar.

Essa é a chave para que não briguemos: Invocar o nome do Senhor.

“E invoca-me no dia da angústia; Eu te livrarei, e tu Me glorificarás.”(Salmos 50:15)

É isso que Deus quer de nós!Que invoquemos o nome dEle na angústia.
Isso serve também para os momentos de briga, pois estas, de certo modo nos geram angústias.
Invocar ao Senhor e pedir que Ele nos ajude. Mas temos que fazer nossa parte também.
Pedir ao Senhor, e, por mais difícil que pareça não brigar, esperar a raiva passar,
“o sangue esfriar”, como se diz popularmente para depois civilizadamente tentar resolver a situação com o próximo.

Queremos “dar o troco” – A palavra de Deus nos diz que não devemos pagar mal com mal:
“A ninguém torneis mal por mal...(Romanos 12:17)

Pecamos, quando tentamos revidar com mal o que nos fizeram. A palavra de Deus é bem clara quanto a isso no versículo acima
(Rm 12:17).

Com certeza, existem determinadas situações em que estamos certos e nos sentimos injustiçados com determinada situação.Mas se por acaso, nos vier a oportunidade de revidar, não devemos fazê-lo pois:

“Não vos vingueis a vós mesmos, amados, mas dai lugar a ira, porque está escrito: Minha é a vingança; eu recompensarei, diz o Senhor.”(Romanos 12:19)

Esse é mais um versículo que nos diz que não devemos revidar, nos vingar.Por maior que seja a injustiça, podemos sim nos irar(
“...dai lugar a ira...”), portanto o restante, devemos apresentar a Deus e deixá-lo agir conforme Sua vontade.

“...Minha é a vingança;Eu recompensarei, diz o Senhor"

Devemos deixar o Senhor agir por nós. Não devemos agir por nós mesmos.
Em outras palavras, é como se Deus estivesse nos dizendo:

NÃO SE VINGUE, NÃO REVIDE, SOU EU QUE VOU LUTAR PELA SUA CAUSA, ENTREGUE ELA EM MINHAS MÃOS E EU TE HONRAREI.

Existe um louvor chamado Ouve Senhor do Diante do Trono, que me abençoa muito em momentos de tribulação, diz assim:

Ouve, Senhor as palavras de afronta
Escuta ó Deus , o que diz o inimigo contra mim
Se levanta para intimidar, dizendo que o Senhor não me livrará
Mas uma coisa eu faço
, venho a Ti em pano de saco, Te apresento o meu clamor
Dia de angústia, de perseguição, dia de vergonha mas sei que o meu Deus não é como os outros, feitos por mãos
Abre os Teus olhos, Senhor, e vê Criador dos céus e da terra
Salva-nos, das Suas mãos agora E que todos saibam, que só Tu Senhor és Deus.

Assim diz o Senhor, o Deus de Israel
Ouvi filho meu, a oração que fizeste a mim
Eu defenderei tua vida, e te salvarei por amor de Mim...
E acerca do inimigo
, digo assim não corres perigo Zomba dele ó filha de Sião
Despreza e zomba do inimigo, enquanto ele foge
Não foi contra ti que blasfemou Ou levantou a voz arrogante
Porei um anzol no seu nariz E um freio na sua boca
E o farei voltar por onde veio
E contra ti nenhuma flecha atirará

Sou Deus que dá vitória, Me buscaste e Eu, Eu te dou a vitória

→A base bíblica desse louvor está em Isaías 37:15-35

Esse louvor diz para mim claramente o que devemos fazer:

APRESENTAR AO SENHOR A SITUAÇÃO CLAMAR POR JUSTIÇA A DEUS E ELE RESPONDE E TOMA A NOSSA OFENSA PARA ELE E LUTA POR NÓS!


Não perdoamos – A falta de perdão é outra conseqüência da ira que nos leva a pecar.Pelo mal que nos fizeram sentimos como se nosso coração se fechasse para a pessoa que nos ofendeu.
Mas o perdão é essencial para que o Senhor opere em nós.
Se você tem dificuldade em perdoar, peça ao Senhor, pois o perdão vem de Deus.

Jesus quando estava na cruz disse:

“Pai,perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem.”(Lucas 23:34)

Ele sofreu as piores aflições: Foi agredido fisicamente,humilhado e crucificado injustamente.

Jesus não xingou, não esbravejou, não amaldiçoou ninguém, apenas pediu a Deus que perdoasse aqueles que o maltrataram.

O maior exemplo de amor e perdão é Jesus e em nossa caminhada Cristã, nosso dever é seguir os passos do nosso Senhor.

“Querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para a edificação do corpo de Cristo; Até que todos cheguemos à unidade da fé e, ao conhecimento do Filho de Deus, a varão perfeito, à medida da estatura completa de Cristo.(Efésios 4:12,13)

Vejamos o que mais a palavra de Deus nos ensina acerca do perdão:

“Então, Pedro, aproximando-se dele, disse: Senhor, até quantas vezes pecará meu irmão contra mim, e eu lhe perdoarei? Até sete? Jesus lhe disse: Não te digo que até sete, mas até setenta vezes sete.” (Mateus 18:21-22)

NA VERDADE, NESSE VERSÍCULO NÃO ESTÁ LIMITANDO UMA QUANTIDADE EXATA DE VEZES À QUAL DEVEMOS PERDOAR.
JESUS ESTÁ DIZENDO QUE, DEVEMOS PERDOAR SEMPRE, VÁRIAS, INCONTÁVEIS, VEZES, NÃO IMPORTANDO O QUE NOS FIZERAM, NEM QUANTAS VEZES ERRARAM CONOSCO
.

“E, quando estiverdes orando, perdoai, se tendes alguma coisa contra alguém, para que vosso Pai, que está nos céus, vos perdoe as vossas ofensas. Mas, se vós não perdoardes, também vosso Pai, que está nos céus, vos não perdoará as vossas ofensas.” (Marcos 11:25-26)

A FALTA DO PERDÃO IMPEDE O FLUIR DO ESPÍRITO SANTO DE DEUS EM NÓS. DEVEMOS PERDOAR O PRÓXIMO PARA QUE O SENHOR DEUS NOS PERDOE DE NOSSOS PECADOS, AFINAL TODOS NÓS SOMOS PECADORES.
"Olhai por vós mesmos. E, se teu irmão pecar contra ti, repreende-o; e, se ele se arrepender, perdoa-lhe; e, se pecar contra ti sete vezes no dia e sete vezes no dia vier ter contigo, dizendo: Arrependo-me, perdoa-lhe." (Lucas 17:3-4)

MAIS UM VERSÍCULO QUE NOS FALA DE PERDÃO, QUANTAS VEZES NOS OFENDEREM, DEVEMOS PERDOAR.

Há algo muito importante que não podemos esquecer.Devemos sim perdoar a quem nos faz mal, mas não significa confiar, caso a pessoa não se arrependa ou persista em nos ofender.

O PERDÃO CABE A NÓS. O RESTANTE, DEVEMOS DEIXAR NAS MÃOS DO SENHOR!

2.
A IRA NÃO DEVE PERMANECER POR MUITO TEMPO(V.26)

“...não se ponha o sol sobre a vossa ira.”

Esse versículo diz que o sol não deve se por sobre a nossa ira, ou seja ficar remoendo a mágoa, causando ressentimento.

A palavra
ressentimento quer dizer sentir de novo.
Quando nos magoam, nos ofendem, com certeza nos sentimos mal, porém não devemos ficar acumulando mágoas, ressentindo algo que já passou.
Muitas vezes a outra pessoa que nos magoou nem se lembra mais do acontecido.

Como ouvi alguém dizer certa vez:

“Quem bate esquece, quem apanha sempre lembra.”

Esse
“sempre lembrar” é o que nos faz mal.
Existem pessoas que passam anos cultivando mágoa e fazendo mal a si mesmas, pois o ressentimento não prejudica a vida do ofensor e sim daquele que foi ofendido e fica preservando aquele sentimento ruim no coração.

____________________________________________________________
Se libertar de rancores e mágoas faz bem a saúde

Sabemos que perdoar algo que nos magoou profundamente não é nada fácil mesmo, mas ficar remoendo mágoas, ódio e rancores farão mal tanto para a pessoa que cometeu o erro quanto ou mais para a pessoa que foi a vitima desses erros. Pois, estudos realizados recentemente comprovam que pessoas que não se libertam de rancor e raiva, que ficam com esses sentimentos acumulados são mais propensas a desenvolver doenças como infarto, hipertensão, depressão, dores musculares e até mesmo o câncer. Pessoas que não conseguem perdoar tendem a parar de viver para ficar remoendo aquela mágoa, conseqüência disso é que se transformam em pessoas estressadas, depressivas, ansiosas e ficam mais sensíveis as doenças já citadas e também a infecções e alergias. Perdoar alguém não significa que o que essa pessoa te fez não causou sofrimento, mas sim que a vida não pode parar por conta disso. E também temos que saber que ninguém é perfeito, e assim todos podem cometer erros intencionais ou não, mas a atitude de libertar é libertadora e passa por cima de tudo isso. Então se liberte agora mesmo de todos os rancores e mágoas que fazem parte da sua vida e tenha uma saúde melhor.

Fonte – Site: http://www.guiadicasgratis.com/se-libertar-de-rancores-e-magoas-faz-bem-a-saude/
_____________________________________________________________

A matéria acima fala nas implicações que a magoa pode trazer para nossa saúde física e emocional.
Perdoar é mais do que uma boa atitude , mas também é um benefício que fazemos para nós mesmos.
A palavra de Deus nos diz que temos que ser tardios em nos irar.

“Melhor é o que tarda em irar-se do que o poderoso, e o que controla o seu ânimo do que aquele que toma uma cidade” (Provérbios 16:32)

Deus quer que dependamos única e exclusivamente dEle nesses momentos e isso implica em não tomar atitudes precipitadas no momento da raiva e não ficar guardando mágoas.

O melhor a se fazer é:

Buscar ao Senhor – Essa é a primeira atitude a ser tomada.Apresentar a Deus a mágoa que estamos sentindo e pedir ao Senhor que limpe nosso coração de todo sentimento ruim e que nos dê sabedoria e direcionamento para resolver a situação.

Tentar resolver o problema – Conversar é a melhor maneira de se resolver uma situação de conflito, mas não se deve conversar no momento da ira.Devemos esperar passar a raiva para tentar conversar, pois a raiva cega nosso entendimento, nos torna irracional, e muitas vezes falamos e agimos de forma precipitada e errônea.

Descansar em Deus – Caso a outra pessoa insista no conflito, o melhor a fazer é descansar em Deus. A nossa parte estará feita.
Devemos buscar estar em paz com todos.

“Se for possível, quanto estiver em vós, tende paz com todos os homens.”(Romanos 12:18)

Nem sempre é possível estar em paz com todos, principalmente quando o sentimento de mágoa habita em nossos corações, pois o ressentimento possibilita que dentro de nós estejamos sempre em guerra com a pessoa que nos ofendeu.
Essa paz que está dizendo em
Romanos 12:18 devemos ter com todos os homens deve fluir de dentro para fora, ou seja, deve começar em nosso interior removendo toda magoa, ódio e desejo de criar contendas, pois assim irá refletir em nosso externo também.

E essa paz quem nos dá é o Senhor Jesus.

Vejam que tremendo esse versículo:

“Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou: não vo-la dou como o mundo a dá.Não se turbe o vosso coração nem se atemorize.”(João 14:27)

A NOSSA PAZ VEM DO NOSSO SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO! TEMOS QUE PEDIR A ELE QUE RENOVE SEMPRE ESTA EM NOSSOS CORAÇÕES E QUE NOS LIMPE DE TODO SENTIMENTO RUIM QUE ESTEJA HABITANDO EM NOSSOS CORAÇÕES E QUE NOS LIVRE DAQUILO QUE NÃO É DA VONTADE DE NOSSO DEUS, EVITANDO CONFLITOS E DISCUSSÕES DESNECESSÁRIAS.

3.
“NÃO DEIS LUGAR AO DIABO”(v.27)

Vimos que
podemos nos irar, mas não devemos pecar, ou seja não podemos deixar que nossa ira gere conseqüências ruins e também não devemos permitir que nossa raiva permaneça por muito tempo. No verso 27, o Apóstolo Paulo complementa dizendo: “Não deis lugar ao diabo”.
O diabo é nosso inimigo.Ele veio para matar, roubar e destruir a criação de Deus que somos nós
.(João 10:10)
Dar lugar ao diabo consiste em dar lugar a sentimentos e atitudes contrárias à vontade de Deus (Obras da carne)

“Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: prostituição, impureza, lascívia, Idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus.”(Gálatas 5:20)

Dentre as obras da carne podemos ver que a
ira está entre elas, e o Apóstolo Paulo complementa que aqueles que comentem essas obras não herdarão o reino de Deus.
Nossa vida deve ser uma constante luta contra essas obras da carne.Sozinhos não poderemos vencer.Devemos colocar o Senhor na frente da nossa batalha sempre e a cada dia pedir que Ele nos dê forças e que caminhe conosco, tirando tudo o que não provém Dele de nossos corações.

Além das obras da carne que foram citadas, como no que consiste dar lugar ao diabo, temos também os frutos do Espírito, ao qual devemos sempre cultivar em nós para estar sempre cheios do Espírito Santo de Deus e desfrutando de plena intimidade e comunhão com o Pai.

“Mas o fruto do Espírito é: caridade, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança.”(Gálatas 5:22)

CONCLUSÃO

[ ILUSTRAÇÃO ] Deixe a Raiva Secar‎.

Mariana ficou toda feliz porque ganhou de presente um joguinho de chá, todo azulzinho, com bolinhas amarelas.
No dia seguinte, Julia sua amiguinha, veio bem cedo convidá-la para brincar.
Mariana não podia porque ia sair com sua mãe naquela manha. Julia, então,pediu a coleguinha que lhe emprestasse o seu conjuntinho de chá para que ela pudesse brincar sozinha na garagem do prédio. Mariana não queria emprestar,mas, com a insistência da amiga, resolveu ceder, fazendo questão de demonstrar todo o seu ciúme pôr aquele brinquedo tão especial.

Ao regressar do passeio, Mariana ficou chocada ao ver o seu conjuntinho de chá jogado no chão. Faltavam algumas xícaras e a bandejinha estava toda quebrada.
Chorando E muito nervosa, Mariana desabafou:
- Esta vendo, mamãe, o que a Julia fez comigo? Emprestei o meu brinquedo, ela estragou tudo e ainda deixou jogado no chão. Totalmente descontrolada, Mariana queria, porque queria, ir ao apartamento de Julia pedir explicações.
Mas a mamãe, com muito carinho, ponderou:
- Filhinha, lembra daquele dia quando você saiu com seu vestido novo todo branquinho e um carro, passando, jogou lama em sua roupa? Ao chegar a sua casa você queria lavar imediatamente aquela sujeira, mas a vovó não deixou.Você lembra do que a vovó falou? Ela falou que era para deixar o barro secar primeiro. Depois ficava mais fácil limpar. Pois e, minha filha! Com a raiva é a mesma coisa. Deixa a raiva secar primeiro. Depois fica bem mais fácil resolver tudo. Mariana não entendeu muito bem, mas resolveu ir para a sala ver televisão. Logo depois alguém tocou a campainha. Era Julia, toda sem graça, com um embrulho na mão. Sem que houvesse tempo para qualquer pergunta, ela foi falando: - Mariana, sabe aquele menino mau da outra rua que fica correndo atrás da gente? Ele veio querendo brincar comigo e eu não deixei. Ai ele ficou bravo e estragou o brinquedo que você havia me emprestado.Quando eu contei para a mamãe ela ficou preocupada e foi correndo comprar outro brinquedo igualzinho para você. Espero que você não fique com raiva de mim. Não foi minha culpa. - Não tem problema, disse Mariana, minha raiva já secou. - E, tomando a sua coleguinha pela mão, levou-a para o quarto para contar historia do vestido novo que havia sujado de barro.


Muitas vezes resolver as coisas em um momento de nervosismo,pode trazer graves conseqüências para nossas vidas.

Com certeza, existem momentos que temos que ter pulso firme, tomar uma atitude para defender nossos ideais.Não devemos abrir mão disso.Devemos sempre pedir ao Senhor que nos direcione acerca disso para que tenhamos sabedoria para agira nas diversas situações que vivemos a cada dia.

Vimos, que podemos sim nos irar, mas o segredo está no que fazemos com essa ira.Devemos apresentar ao Senhor o que estamos sentindo e pedir que Ele tire de nossos corações o sentimento ruim, pois este nos leva a pecar.

Não é pecado sentir raiva. O pecado é deixar o sol se por sobre a ira, não ser capaz de perdoar nem de abrir o coração magoado para Deus a fim de que Ele o cure.

“Guardar ressentimento é como tomar veneno e esperar que a outra pessoa morra.”

( William Shakespeare)

E é realmente o que o ressentimento gera em nós. A sensação de envenenamento constante.

NÃO DEVEMOS NOS FAZER ESSE MAL !

APRESENTE AO SENHOR TUDO QUE VOCÊ ESTÁ SENTINDO E PEÇA A ELE PARA LIMPAR DO SEU CORAÇÃO TUDO QUE NÃO É DA VONTADE DELE!

NÃO DÊ LUGAR AO INIMIGO!
CULTIVE O PERDÃO, A PAZ E O AMOR DO NOSSO SENHOR JESUS CRISTO NO SEU CORAÇÃÕ!

VOCÊ SÓ TEM A GANHAR COM ISSO!

DEUS TE ABENÇOE

Texto escrito por: Ariene S. de Souza

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário